ANDROCLINIC
INFORMAÇÃO SOBRE SAÚDE MASCULINA

Doenças da próstata

As doenças da próstata têm uma elevada prevalência nos homens dos países desenvolvidos. O carcinoma da próstata é a doença maligna mais frequente nos países ocidentais e a segunda causa de morte por doença oncológica nos mesmos países. A hiperplasia benigna da próstata (HBP) é, em termos histológicos, quase universal nas idades avançadas, sendo sintomática em cerca de 30-50 % dos homens com mais de sessenta anos. A prostatite, apesar de menos frequente, afecta muitas vezes indivíduos mais jovens, podendo causar um elevado grau de desconforto.

Existem novas possibilidades de tratamento do adenocarcinoma da próstata, quer nas formas localizadas, quer nas formas mais avançadas, apesar da abordagem ideal ser ainda tema de discussão. Além disso, apesar de persistir o debate acerca da eficácia dos rastreios do cancro da próstata, parece razoável, à luz dos conheci-mentos actuais, que o aumento da taxa de diagnóstico e tratamentos precoces é um objectivo a atingir.

A Hipertrofia benigna, mesmo sintomática, é muitas vezes vista pelos doentes como um problema menor (mesmo quando marcadamente sintomática), sendo frequentemente encarada como uma conse-quência normal do envelhecimento. O medo de padecer de uma patologia maligna afasta muitas vezes os doentes da consulta ou, pelo contrário, recorrendo a consulta e ficando a saber, após avaliação, que não existe uma patologia maligna, faz com que não procurem tratar a sua condição, mesmo que com uma má qualidade de vida. A ausência de tratamento, além da pioria da qualidade de vida, pode acarretar consequências e complicações a longo prazo.

Próstata e sexualidade

Desde há séculos que é admitida a existência de conexões entre a próstata e a sexualidade. Para além do conhecimento de que o crescimento prostático não ocorre nos eunucos, também a ligação entre a Hipertrofia Benigna da Próstata e o homem idoso, em que as capacidades sexuais diminuem, tem alicerçado a convicção de que o crescimento da próstata está relacionada com a diminuição da capacidade sexual.

Na verdade essa correlação é duvidosa. O principal responsável pelo crescimento prostático é a dihidrotestos-terona (DHT), que aumenta com a idade. Mas a hormona da sexualidade é outra, é a testosterona, que só se tiver valores baixos no sangue é que determinará baixa do desejo sexual e diminuição da capaci-dade eréctil. Os dois problemas podem coexitir, ou não.

DOENÇAS DA PRÓSTATA