ANDROCLINIC
INFORMAÇÃO SOBRE SAÚDE MASCULINA

Utilização de cremes

Nos rapazes e nos adultos jovens, a utilização de cremes esteróides como alternativa à cirurgia tem sido defendida por diversos autores. Pessoalmente aconse-lhamos a betametasona a 0.05%, 3 vezes por dia durante 6 sema-nas. Alguma taxa de insucesso ocorre porque os doentes ou seus pais não perceberam que o creme deve ser aplicado só depois do prepúcio ser “desenrolado” e expor a zona afilada e apertada.

Note-se que a utilização de cremes esteróides nos homens idosos, nomeadamente em situações de balanite xerótica obliterante, não oferece resultados animadores. Nessas circunstâncias, a circuncisão pode ser a única solução.

Para além da utilização de cremes, existem outras medidas conservadoras, como as retracções prepuciais forçadas, com ou sem anestesia geral, e as dilatações prepuciais com balões.

Fimose

A fimose pode ser definida como o encerramento do prepúcio, congénito ou adquirido, que impede a exposição da glande peniana. Não deve confundir-se a situação normal de um prepúcio que tapa a glande mas que permite a sua retracção.

Havendo verdadeira fimose, existe acumulação de smegma e de outras secreções por baixo do prepúcio, o que pode provocar irritação local e infecção.

A fimose, em certas condições, pode causar obstrução urinária, com balonamento durante a micção. Em situações extremas, a fimose pode provocar aumento da pressão a montante, com dilatação da uretra, da bexiga e dos rins, podendo mesmo induzir uma insuficiência renal.

O carcinoma do pénis foi também durante muito tempo citado como sendo mais frequente nos homens com fimose. Contudo, estudos recentes demonstram que um prepúcio não circuncisado e não fimótico associado a higiene regular não aumenta o risco de carcinoma. A causa do carcinoma será, então, a falta de higiene e não a própria fimscentes que vêm sendo feitas à circuncisão e aos argumentos funcionais e psicológicos que têm vindo a ser evocados.

ANOMALIAS DO PÉNIS